Situação do Benefício: Faça consulta do seu processo previdenciário pela Internet.

3.2 (63.64%) 11 votes

Elaboramos esse pequeno manual, passo a passo, sobre como realizar a consulta do benefício previdenciário pela internet. Dessa forma, você pode acompanhar o andamento do seu processo sem precisar sair de casa.

Homem olhando na tela de um notebook, representando a facilidade de consultar a situação do benefício previdenciário pela internet.

As ferramentas digitais democratizam ainda mais a justiça, pois permitem que qualquer pessoa tenha acesso à informação e não dependa tanto dos advogados. Porém, alguns problemas ainda existem, como o juridiquês (linguagem jurídica complexa) e a dificuldade de descobrir em qual site acompanhar o processo previdenciário e com quais dados.

Por isso, desenvolvemos esse guia de como acompanhar a situação do benefício pela internet, também com o intuito de ajudar os advogados previdenciários a reduzirem seu fluxo de clientes no escritório e liberarem tempo para desenvolver outras atividades.

Quer entender melhor o seu processo?

Seu advogado pode enviar SMS e emails para você explicando cada etapa com palavras simples e fáceis de entender. Recomende a ADVBOX para ele e facilite o processo para você. 

Assista ao vídeo elaborado pelo Escritório Koetz Advocacia ou veja o passo-a-passo por escrito.

Outra dica importante aos escritórios previdenciários para melhorias do atendimento é autorizar e preparar a secretária para realização do atendimento nas Redes Sociais, mantendo ela sempre online em canais como o Facebook e WhatsApp para responder os clientes sobre o andamento dos seus processos de benefícios previdenciários. Leia aqui como implementar esta idéia.

Processo Administrativo ou Processo Judicial?

Antes de explicar melhor sobre como você pode consultar a situação do benefício previdenciário pela internet, gostaríamos de esclarecer a diferença entre dois tipos de processos: administrativo e judicial.

O processo administrativo é a primeira etapa de um pedido de benefício. No caso das questões previdenciárias, é toda parte tratada pelo INSS no encaminhamento inicial. Somente se o pedido for negado administrativamente existe a possibilidade de você entrar com um processo judicial.

Tanto na fase administrativa quanto na judicial, é sempre bom que os advogados e outros operadores do Direito Previdenciário tenham programas que facilitem sua atuação. E sem dúvida o Cálculo Jurídico, programa de cálculos previdenciários, é um desses sistema, entregando em 10 segundos cálculos que escritórios levariam horas para produzir.

Como fazer consulta da situação do benefício no INSS durante processo administrativo?

Para realizar a consulta de aposentadoria e verificar a situação do seu pedido você deve seguir três passos:

  1. Reunir as informações necessárias para a consulta: Número do benefício*, Data de Nascimento do Beneficiário, Nome do Beneficiário e CPF;
  2. Ir até a página de Consulta de Situação do Benefício do INSS (que você pode acessar clicando aqui);
  3. Preencher os dados e o espaço de verificação (letras no quadro);

Você deve ser direcionado para uma página com os dados do benefício, podendo se deparar com três diferentes condições:

a) Habilitado – significa que os documentos foram entregues no INSS e estão sob análise para julgar;

b) Deferido – significa que seus documentos foram analisados e você vai receber a aposentadoria.

c) Indeferido – significa que seu benefício foi negado. Neste caso o mais comum é entrar com a ação judicial.

*O número do benefício é fornecido no dia do atendimento no INSS. Se você entrou com o pedido de aposentadoria com o advogado, terá que aguardar alguns dias para que seja realizada a entrega de documentação no INSS. A data de atendimento é liberada pela própria previdência e não depende apenas do advogado.

Agora com o INSS digital ficou mais simples ainda para entender esse procedimento, e seu advogado poderá fazer o pedido sem ir na agência do INSS ou aguardar atendimento (nos municípios que já foi implantado). Porém, é preciso alguns cuidados para não perder dinheiro com o INSS Digital e como o ADVBOX pode contribuir para os escritórios de advocacia previdenciária nesta transição. Leia aqui algumas dicas sobre esse assunto.


Acompanhamento da Situação do Benefício em Processos Judiciais

1. Justiça Federal

Em geral, os processos judiciais previdenciários são julgados pela Justiça Federal, salvo algumas exceções que são julgadas pela Estadual que abordaremos mais à frente.

Para consultar a situação do benefício na Justiça Federal, basta entrar no site pela seção judiciária do seu estado (os sites de todos os estados do Brasil estão listados mais abaixo). Na página principal do site, em “Consulta do Processo”, você pode optar pela forma que quer fazer a consulta: Número do processo, nome ou CPF (entre outros). Após isto, basta clicar em “pesquisar” ou “ok”. Uma nova página vai exibir as informações que existem sobre o dado pesquisado.

Imagem da tela de consulta do site da Justiça federal com setas indicando áreas importantes para consultar a situação do benefício.

Para acessar o site da Justiça Federal, clique no seu Estado:

RS    SC    PR    AM    AC    RR    RO    PA    AP

MA    PI    CE    RN    PE    PB    AL    SE    BA

MT    MS    MG    SP    RJ    ES    DF    GO    TO

Observação: os sites não são padrão. Alguns serão diferentes uns dos outros, mas o método de consulta é semelhante em todos eles.

Se você está com um processo judicial previdenciário em andamento, fique atento também ao que publica em Redes Sociais, pois o INSS e seus procuradores da AGU estão com equipes de investigação nessas redes, buscando elementos de prova contra os segurados. Entenda mais aqui.

2. Justiça Estadual – TJ

A Justiça Estadual é utilizada para requerimentos realizados em cidades onde só existam fóruns estaduais (e não tenha varas federais) ou pedidos de auxílio doença por acidente de trabalho.

Para consultar a situação do benefício no TJ é necessário entrar no site do Tribunal de Justiça do seu estado (listaremos logo a seguir). Na página principal do site, clique na área de acompanhamento do processo.

Você será direcionado à página de pesquisa, onde pode inserir seu nome ou número do processo. Na pesquisa pelo TJ será necessário também selecionar a sua cidade em uma lista disponibilizada pelo site. Ao realizar a consulta, serão exibidos os resultados.

Importante: é necessário digitar um código exibido ao fim da consulta, para identificar que a busca está sendo realizada por uma pessoa de verdade e não por um programa de computador mal intencionado.

Imagem da tela de consulta do site do Tribunal de Justiça com setas indicando áreas importantes para consulta de situação do benefício.

Para acessar o site do Tribunal de Justiça, clique no seu estado:

RS    SC    PR    AM    AC    RR    RO    PA    AP

MA    PI    CE    RN    PE    PB    AL    SE    BA

MT    MS    MG    SP    RJ    ES    DF    GO    TO

Caso o seu benefício tenha sido negado judicialmente e você esteja recorrendo, é possível consultar o recurso no Tribunal Regional Federal. Os passos são os mesmos utilizados para pesquisa na Justiça Federal. Clique na sua região:

1ª Região – AC, AM, AP, BA, DF, GO, MA, MG, MT, PA, PI, RO, RR e TO

2ª Região – RJ e ES

3ª Região –  SP e MS

4ª Região – RS, SC e PR

5ª Região – Al, CE, PB, PE, RN e SE

Se você estiver recorrendo especificamente ao auxílio doença por acidente de trabalho, a consulta deverá ser feita no site do STJ, clicando aqui. A página solicitará que você insira seu nome ou o número do processo, e então exibirá os resultados.

Imagem da tela de consulta do site do Superior Tribunal de Justiça com setas indicando áreas importantes para consulta de situação do benefício.

Como consultar situação do benefício de Brasileiro que mora no Exterior?

Se você mora em outro país e tem algum processo previdenciário em andamento no Brasil, os métodos de consulta são os mesmos. Você apenas precisa se informar com seu advogado sobre em qual estado brasileiro o processo foi iniciado.

Esperamos que esse passo-a-passo seja útil para você na consulta de seu benefício ou processo previdenciário, facilitando assim a sua rotina, sem depender de terceiros.

E quando o escritório está com demanda de processos de benefícios cada vez maior e a consulta se torna algo que toma muito tempo dos advogados?

Bom, é exatamente isso que os escritórios buscam: crescimento de processos, certo?

Entretanto, tarefas como consultas de processos que antes eram resolvidas rapidamente e em alguns minutos se transformam em longas listas com nomes, NITs e números de benefício  ou de processos judiciais que tomam várias horas do dia de trabalho.

Para isso, a ADVBOX criou dois sistema de robôs de leitura de processos automatizadas:

  1. Para leitura de intimações judiciais com prazo para cumprir;
  2. Para captura de todas as movimentações processuais e cartorárias dos processos.

Estes serviços entregam todos os dados dos processos ativos dentro da ADVBOX, e para escritórios com mais de 100 processos isso se torna uma facilidade muito grande, otimizando o tempo do advogado e criando espaço para a prospecção de clientes ou atendimento mais personalizado aos atuais na busca de fidelização e indicação, que ao final, resulta em mais honorários.

Se você se interessa em obter mais informações sobre Gestão e Marketing do Escritório e participar de um workshop gratuito sobre o assunto, se inscreva aqui que enviaremos 3 aulas avançadas, elas tem aproximadamente 10 minutos de muito conteúdo rico e resumido, e já ajudaram mais de 10 mil escritórios em todo país a melhorarem seus resultados.

5 Comentários


  1. gostarei de saber do resultado do auxilio doença janildo ivson da silva cpf 2566396704 rg17441647 av av pres.kennedy 539 por favor mande uma resposta, requerimento187881544.obrigado!!


  2. Porque quando vou pesquisa da numero invalido


  3. Boa tarde, você deve entrar em contato com advogado que entrou com o processo e solicitar informações sobre o caso.


  4. Porque ligamos para o número 135 da previdência e não atende

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.