Você já parou para pensar no volume de informação que um escritório de advocacia gera? Desde os contatos iniciais com o cliente, passando pela organização de documentos e relatos necessários para preparar a ação. Ou então a defesa do nosso cliente, até a gestão de todas as movimentações e intimações judiciais. Você já percebeu que isso tudo pode ser usado na otimização de escritórios de advocacia?

Advogado digitando em notebook, representando o engajamento digital para otimização de escritórios de advocacia

Isso ainda sem contar toda a parte administrativa, manutenção do escritório, obrigações legais, a parte institucional, e por aí vai. Fazer a gestão de toda essa informação, enquanto se mantém um escritório produtivo que preste um serviço de qualidade, é um desafio e tanto.

A boa notícia é que é possível organizar a rotina do seu escritório de forma a que você não caia no lugar comum de muitos escritórios que acabam se perdendo por não terem controle sobre suas atividades.

Isso é muito importante. Em especial por conta da forte concorrência que vivemos atualmente. Se a gestão das informações não for bem feita desde o início, ninguém mais o fará. E, mais cedo ou mais tarde, o seu escritório vai sofrer com problemas cada vez maiores.

Como informações ajudam na otimização de escritórios de advocacia?

A inteligência de negócio é um conceito que vem da ciência da administração e basicamente ensina que é possível tratar os dados – as informações – que a sua atividade gera. Com isso, pode-se colher aprendizados e tomar decisões que otimizarão a sua performance, operação e resultados.

Para isso, primeiro é necessário organizar o processo de geração e coleta de dados. A partir disso, definir como tratá-los, identificando que espécie de informação é mais relevante para a sua atividade.

Este é um processo que gera muito aprendizado e permite identificar situações até então impensadas. Muitas vezes, uma simples alteração em um procedimento faz toda a diferença e multiplica os seus esforços.

Em outras situações, possibilita abrir mão de iniciativas que se imaginava necessárias, mas que a informação objetivamente tratada acaba por demonstrar a sua inutilidade.

Trabalhar de forma organizada e planejada, contando com o suporte de um procedimento estruturado de inteligência de negócio, é o que faz a distinção entre a atividade bem-sucedida e a atividade decadente. É o ponto chave para quem busca a otimização de escritórios de advocacia e não sabe por onde começar.

É muito gratificante saber que nossos esforços estão sendo direcionados para as iniciativas que realizam os nossos objetivos. Assim como é muito frustrante perceber que estávamos enganados. Às vezes imaginamos que determinada tarefa vai gerar resultado e acaba acontecendo o contrário.

Para evitar que você fique preso ao seu contexto atual, e para que conquiste uma situação de atuação muito mais profissional e eficiente, te convidamos a baixar o material especial que preparamos sobre o empreendedorismo na prática da advocacia.

Banner para clicar e fazer donwload do kit Empreendedorismo na Advocacia na Prática

Katiussa Bittencourt é Jornalista formada pela UNISINOS, Pós graduada em Marketing Digital e especialista em marketing jurídico e político, sendo head das consultorias de marketing digital da ADVBOX e premiada juntamente com a Equipe ADVBOX Consultorias como Agência de Resultados  2018 pela Resultados Digitais.


Katiussa Bittencourt

Katiussa Bittencourt é Jornalista formada pela UNISINOS, Pós graduada em Marketing Digital e especialista em marketing jurídico e político, sendo head das consultorias de marketing digital da ADVBOX e premiada juntamente com a Equipe ADVBOX Consultorias como Agência de Resultados  2018 pela Resultados Digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.