fbpx

Todo mundo conhece bem a figura do flanelinha. Aquela pessoa que fica na rua cuidando os carros estacionados. Normalmente, quando você chega na rua procurando uma vaga para estacionar, lá está ele! Não proporcionar um bom atendimento na advocacia pode transformar você em um “flanelinha jurídico”.

Uma foto aérea que mostra um cruzamento de avenidas em uma cidade grande com muitas pessoas atravessando de um lado ao outro. Simboliza o tráfego de carros substituído por pessoas e reforça o paralelo que o texto faz entre "flanelinhas jurídicos" e um bom atendimento na advocacia

Ele se aproxima, aponta uma vaga pra você, dá algumas orientações. Você estaciona, sai do carro, e ouve aquele famoso “tá bem cuidado!”. E a verdade é que, depois que sai de perto da vaga, você sequer sabe se ele está mesmo cuidando do carro.

O que muita gente não percebe é que os advogados costumam agir como flanelinhas com os seus clientes. Veja bem:

O cliente entra pela porta do escritório procurando a solução para um problema. O advogado se aproxima, faz o cliente sentar numa cadeira confortável, oferece um cafezinho. Escuta tudo que o cliente fala, dá algumas orientações e, depois que o cliente assina a procuração, o advogado diz: “seu caso será bem cuidado”.

Mas depois de sair do escritório, ele não tem certeza de que o advogado está mesmo cuidando do caso. Percebe a semelhança?

O bom atendimento na advocacia tem o papel de transmitir segurança para aquela pessoa que chegou, por vezes, extremamente fragilizada. Quase sempre com um enorme problema envolvendo sua própria vida. Portanto, possuir um formato de atendimento totalmente reativo acaba por deixar o cliente se sentindo esquecido e inseguro.

Bom atendimento na advocacia com meios de comunicação facilitados

Esse formato não condiz com a atual realidade dos meios de comunicação e formas de atendimento disponíveis no mercado.

São tempos de smartphones, acesso fácil à internet, aplicativos de envio instantâneo de mensagens, entre outros canais de comunicação. Não existem mais desculpas para tamanha omissão por parte do prestador do serviço advocatício.

Em um mercado tão competitivo, não é nada recomendável fechar os olhos para um bom atendimento na advocacia. Na realidade, esse tem sido um grande diferencial de várias empresas dos mais diversos setores.

A preferência pelo Uber ao invés do táxi, pelo Nubank ao invés de bancos convencionais, e tantos outros exemplos. Todos se devem, basicamente, pelo diferencial de atendimento, facilidade e praticidade que estas empresas oferecem. Características que, mesmo nos dias atuais, são dificilmente encontradas em escritórios de advocacia.

Porém, essa realidade pode ser facilmente transformada.

Primeiramente, é necessário que haja uma mudança no “mindset” dos advogados. Que parem de pensar que o atendimento reativo que oferecem é satisfatório ao cliente.

Alguns podem até pensar que têm atendimento diferenciado por já se utilizarem de meios digitais como e-mail, rede social ou whatsapp para responder aos clientes.

Na verdade, se ainda esperam ser demandados pelos clientes, não há um diferencial tão relevante assim. Na verdade, nos dias de hoje, responder os clientes por meios digitais é o mínimo que deve ser feito.

Quando o advogado compreende que o real diferencial no atendimento é ser proativo, aí sim pode dizer que uma transformação na área de atendimento do escritório está prestes a acontecer. Nesse caso, o próximo passo é procurar formas de fazer esse atendimento proativo e diferenciado.

Transformando o seu atendimento

Uma ótima opção é procurar ferramentas que proporcionem, de forma fácil e ágil, o envio antecipado das informações sobre o caso do cliente para o mesmo.

Isso causa uma sensação de maior segurança ao cliente e uma boa impressão de credibilidade no trabalho desenvolvido pelo advogado. Receber as informações sem precisar solicitá-las é de enorme relevância para uma pessoa que buscou por ajuda no escritório de advocacia.

Além disso, conforme dito antes, o uso das redes sociais para atender e se aproximar dos clientes é essencial para o desenvolvimento do escritório. Mas é importante saber em qual rede social focar atenções e qual seria mais atrativa para o seu público alvo.

Se você não está sendo encontrado pelos seus clientes e sente que está voltando as atenções para o lugar errado, é importante procurar ajuda especializada para melhorar nessa parte. Com certeza ela é muito relevante para o seu negócio.

Além de proporcionar um atendimento diferenciado, digital, fácil e prático aos seus clientes, cuide para que o atendimento feito pelas formas convencionais também seja com qualidade.

Caso seu cliente lhe procure presencialmente ou contate você solicitando informações sobre o processo, tenha uma boa estrutura de “backoffice” para proporcionar uma experiência agradável. Afinal, não é só o seu tempo que é precioso. O do seu cliente também é.

Fazendo essas mudanças, você deixará de ser um “flanelinha jurídico” e se tornará um advogado diferente dos demais no mercado. E sabendo que cliente satisfeito gera indicações e novos processos, o sucesso é garantido.

Banner para clicar e fazer download gratuito do e-book "Atendimento: transformando custos em receita"


Eduardo Koetz

CEO da ADVBOX . Advogado e Professor de Direito Previdenciário Internacional e Empreendedorismo na Advocacia.