fbpx

Cuidar da organização financeira do escritório de advocacia não é tarefa simples, mas fundamental para o advogado. Por isso, elaboramos essas dicas valiosas para escritórios que estão começando a ter uma receita financeira mais significativa para não pagar imposto excessivo.

Homem de terno folheando um jornal de economia, mostrando a impostância de bsucar informação para Não Pagar Imposto Excessivo

O advogado é formado para lidar com leis, questões jurídicas, formatações processuais e outras atividades do mundo jurídico. Tratar dos assuntos administrativos e financeiros por vezes pode complicar a rotina do advogado. Portanto, é bom saber não só como ganhar dinheiro na advocacia, mas saber cuidar bem das finanças para obter resultados significativos e não pagar imposto excessivo.

Mas, para isso, é importante ter noção de gestão e organização financeira do seu escritório para não poder prejudicar os negócios. Advogados também precisam dedicar tempo para organizar o seu sistema de gestão, desenvolver mecanismos de controle financeiro e, consequentemente, ganhar dinheiro na advocacia.

Infelizmente, não são muitas as faculdades de direito que se dedicam a ensinar sobre os aspectos mais práticos da vida profissional do bacharel. Por essa razão, é sempre importante conhecer algumas dicas que poderão ensinar o advogado a administrar melhor as finanças de seu escritório de advocacia e obter uma receita com resultados rápidos.

Você no Controle

Quem busca estabelecer uma forma eficiente de controle financeiro no seu escritório deve se manter ciente sobre os custos e despesas.

É fundamental saber ganhar dinheiro na advocacia, mas também é preciso saber quais valores estão entrando e o quanto de dinheiro está saindo. Só assim será possível saber se ao final do mês você ficará no vermelho ou não.

Ter de maneira clara essas informações é de suma importância para determinar onde pode haver corte de gastos, quais áreas precisam de novos investimentos e se há caixa suficiente para isso.

Permanecer no controle também permite ao advogado saber se existe necessidade de melhorar a captação de novos clientes e ter sempre em mãos as informações primordiais para o planejamento estratégico do escritório.

Fundo de Reserva

Tenha em mente a necessidade de um fundo de caixa reserva. Essa é a melhor alternativa para lidar com situações emergenciais que demandem recursos financeiros. É aquela famosa reserva que todos precisam contar, mesmo nas gestão financeira pessoal.

Esse é um dinheiro que não pode ficar guardado na gaveta do escritório. O valor que os sócios decidirem dispor para esse fundo deve ser aplicado em um investimento seguro, contando que seja de alta liquidez. Dessa forma haverá também rendimentos.

A dica é que para bancar a receita desse fundo seja reservado um percentual dos honorários e receitas recebidos pelo escritório.

Planejamento Financeiro

O modelo de administração financeira precisa corresponder também às normas e políticas do escritório.

Qual valor deve ser mantido no fundo de reserva? Quais são as datas para pagamentos de fornecedores? Quais são os limites de gastos variáveis mensais? E a data para repasse de valores aos sócios? Normas para adiantamento de valores para despesas processuais?

Tudo isso deve ser planejado e enquadrado na gestão administrativa e financeira do escritório através do sistema de gestão.

Distribuição de Lucros do Escritório

Esse é um ponto delicado porque depende de muitos fatores. Então se atente: não basta ganhar dinheiro na advocacia, é preciso ter controle da distribuição dos lucros.

Nesta etapa, leve em conta o faturamento do escritório, calculando os descontos dos gastos e custos no período apurado.

Essa forma de gerir a distribuição exige que o advogado esteja no controle das receitas e despesas. Se tudo não for feito de maneira organizada, a distribuição será prejudicada, gerando valores e impostos adicionais.

A dica é fazer a distribuição no período semestral ou anual, já que fazer retiradas frequentes descapitalizam o negócio e tendem a comprometer atividades regulares.

  • Destacamos alguns indicadores financeiros que deverão ser avaliados:
  • Lucratividade sobre os novos Contratos de Honorários;
  • Rentabilidade por advogado;
  • Nível de endividamento do escritório;
  • Nível de inadimplência de cliente;
  • Nível de recursos gastos para administração;
  • Nível de custos de contratação de serviços;
  • Nível de custos por empregados;
  • Nível de aplicações por investimentos;

Crie Reservas Mensais

Para prevenir seu negócio de possíveis mudanças econômicas, entre outras situações imprevistas, crie uma reserva financeira ou fundo de reserva para sua empresa e outra para você usar em sua vida pessoal.

Tenha o Controle Financeiro na Palma das Mãos

Crie uma rotina rígida e separe seus gastos empresariais dos seus gastos pessoais, incluindo todas as despesas domésticas e familiares.

Ganhe Segurança com o uso da Tecnologia

Com o uso do sistema de gestão da ADVBOX, você facilita o controle de gastos, receitas, impostos e toda a contabilidade em geral.

Planejamento Estratégico

Tal como em qualquer outra empresa, ter um bom planejamento e objetivos estratégicos a curto, médio e longo prazo é essencial para o sucesso de seu escritório. Assim, será mais simples orientar qual deve ser a direção e o tamanho dos esforços para sócios, investidores e colaboradores, tendo sempre em mente o objetivo almejado.

Para definir tal objetivo, é necessário responder algumas questões. Em primeiro lugar, quais serão as áreas de atuação que o escritório irá se focar? A formação acadêmica dos advogados que irão trabalhar permite uma ênfase em qual área jurídica? A partir disso, os sócios poderão começar a traçar o perfil de clientes que costumam buscar serviços jurídicos nessas áreas e o que fazer para atraí-los.

Depois, será necessário definir os investimentos necessários para que o escritório alcance o objetivo traçado, para que ninguém seja pego de surpresa. Finalmente, é necessário ter um sistema bem definido para avaliar os resultados obtidos e suas metas.

Contrate um Contador

Se sentir dificuldades para operar essa parte financeira de seu negócio, não precisa se preocupar! Basta utilizar o serviço de um profissional especializado para analisar o fluxo de caixa, organizar e detalhar melhor as finanças de seu escritório e para atender a parte de cálculos judiciais. Obviamente, contratar os serviços de um contador gerará despesas adicionais, mas será um pequeno preço a se pagar para ver suas finanças organizadas e resultados garantidos para seus clientes.

Além disso, uma maior clareza em seu departamento financeiro tornará mais simples verificar se os investimentos realizados estão trazendo os resultados desejados.

Utilize Advogados Correspondentes

Em seu escritório, é provável que você se depare com diligências em outras localidades. Seja uma audiência em uma comarca distante, seja tirar cópias de documentos em outra localidade. Realizar você mesmo tais serviços implicaria em gastos com transporte, alimentação, e talvez até mesmo hospedagem, entre outros.

Portanto, uma boa opção muito mais econômica é a contratação de advogados correspondentes, aos quais você delega sua diligência a um profissional residente em outra cidade. Em outras palavras, no lugar de se deslocar até outra comarca, basta instruir e contratar um advogado local que realize o serviço.

Mas como encontrar um advogado correspondente qualificado? Felizmente, na internet existem diversas plataformas dedicadas a isso, que encontra dezenas de milhares de advogados em todo o Brasil.

O seu escritório pode trabalhar com as duas frentes, tanto contratando correspondentes em outras cidades como ser um correspondente na cidade de sua filial. Nos dois ele terá mais lucratividade e aumento do seu networking.

Como Não Pagar Imposto Excessivo?

Podemos concluir que ter um fundo de reservas para pagamentos de impostos vai te aliviar na hora de fazer o aporte final. O seu contador poderá te auxiliar a provisionar seus gastos nesta área para que você possa economizar antecipadamente. É importante fazer este provisionamento para não ser pego de surpresa quando for fazer a declaração de imposto de renda do seu escritório.

O ideal é pensar que os investimentos não se prestam sempre a fazer o dinheiro de seu escritório render. Mas sim, proteger o capital da inflação. Uma das formas mais eficazes de se investir é no conhecimento dos sócios.

Aprender novas tecnologias, aprender mais sobre o mercado financeiro, enfim… Tudo que pode ser revestido em prol da empresa. Podemos ir à insolvência, mas o que está dentro da nossa mente jamais será perdido. Na era do conhecimento, sabedoria é sinônimo de ganho financeiro, ou algo que o fará.

Banner para clicar e fazer download do guia "gestão financeira avançada para escritórios de advocacia)


Alan Vital

Alan Vital é Advogado e Programador Front End, com Pós graduação em Direito Digital e Compliance, especialista em Marketing Jurídico e Gestão de Escritórios Digitais, além de membro de comissões da OAB e da Jovem Advocacia. Consultor da ADVBOX e proprietário e criador do Aplicativo AVALIAJUS.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *