No início da faculdade de Direito menos de 10% das turmas têm convicção de que querem “advogar” após concluírem o curso. Não se sabe o motivo deste fenômeno, mas ele se repete por todo país.

Parece, porém, que a Transformação Digital está mudando um pouco esta situação, e demonstrando que ADVOGAR não é mais apenas abrir uma sala e começar a resolver problemas de clientes.

As transformações que estão acontecendo colocam a advocacia novamente no centro da resolução de conflitos sociais e propagação dos Direitos das pessoas, sendo a profissão capaz de ter mais impacto social de todas as carreiras jurídicas.

O escritório Koetz Advocacia, por exemplo, é focado em uma estratégia conhecida como marketing de conteúdo, e no site e blog do escritório há a construção de uma grande gama de direitos previdenciários que são acessados mensalmente por mais de 300 mil pessoas, na maioria usuários dos sistemas de previdência do Brasil.

Inúmeros outros escritórios estão começando também a entender que  a divulgação de conteúdo simples e explicativo, de maneira informativa, é a melhor maneira de posicionar o escritório na Era Digital, sem precisar apelar para  a contratação ou captação indevida de clientes.

As Empresas de Tecnologia na área jurídica também estão mudando potencialmente o significado do termo ADVOGAR, pois contratam advogados para inúmeras funções de contato com o universo jurídico, com produtos físicos ou digitais voltados para os advogados e para a população, essencialmente para fazer esta conexão.

A ADVBOX por princípio definiu que contratará apenas Advogados e experientes operadores do Direito para as áreas comercial e de atendimento pós venda, que visa a qualidade na implantação do sistema e da metodologia nos escritórios de advocacia, pois é mais simples ensinar práticas de sales e de custumer success para advogados e bacharéis do que ensinar o direito para pessoas de fora deste universo.

ADVOGAR tem sido um termo em bastante transformação nos últimos anos, e com a inteligência artificial, cada vez menos os escritórios precisarão de advogados que não sabem raciocinar, “servindo” apenas para copiar e colar textos e montar petições já escritas. Os robôs assumirão o trabalho “braçal”.

Os advogados serão cada vez mais exigidos e requisitados por um excelente atendimento, por uma grande capacidade de negociação e composição de conflitos, por desenvolver acordos em que as duas partes saem ganhando, etc.

Os advogados que terão crescimento potencial serão aqueles que possuem conhecimento de marketing jurídico e de gestão de escritórios, com habilidade em montar e executar planejamento e desenvolver estratégias para si e para seus clientes.

Estudar Administração de Empresas, marketing e publicidade será pré-requisito para não ser um advogado sem sucesso. Advogados com grande conhecimento jurídico mas nada mais terão cada vez menos sucesso na Era Digital, e quem ter um conhecimento multidisciplinar como o que é aprendido pelos Advogados e Operadores do Direito que trabalham na ADVBOX terão muito mais chances de serem bem sucedidos.

[Infográfico]
[Infográfico]
[Ebook Gratuito]
[Ebook Gratuito]