fbpx

Depressão na Advocacia: Esse não é o objetivo do profissional de Direito

Publicado por Katiussa Bitencourt em

A depressão é uma doença silenciosa que vem, nos últimos 20 anos, ganhando mais e mais espaço. Estima-se que, aproximadamente, 350 milhões de pessoas sejam atingidas por diferentes tipos da doença em todo o mundo. Infelizmente, os dados sobre depressão na advocacia são bastante alarmantes.

Homem de terno sentado com cotovelo sobre a mesa e escorando a testa na mão. Em cima da mesa há um abajur iluminando o ambiente, que é bem escuro e representa a depressão na advocacia

 Para os psicólogos especialistas no tema, a depressão é um transtorno afetivo que se caracteriza por uma tristeza intensa e de longa duração. Provém de questões interiores. Muitas vezes, geradas graças às situações que vivenciamos no nosso exterior.

Períodos prolongados de desinteresse pela vida, muita melancolia e sentir que cada tarefa é um fardo acometem muitos advogados.

Lidar diariamente com pressão, estresse, falta de reconhecimento e a crescente desvalorização do seu trabalho, o excesso de competitividade, concorrência, jogos de poder, já é um fardo.

Somado a isso, o sentimento de incapacidade diante da morosidade do judiciário, pressão no cumprimento dos prazos e dos clientes pelo resultado e a dificuldade em cobrar e receber honorários.

Tudo isso exige competências e habilidades em lidar com suas próprias emoções, pensamentos e sentimentos. Mas isso o advogado não aprende na faculdade de direito, não é mesmo? Pois deveria, já que são elementos que levam a ocorrência da depressão na advocacia a uma frequência altíssima.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a depressão é hoje a segunda maior causa de afastamento ao trabalho. Até 2020 a previsão é de que seja a primeira delas. Dentre as cinco profissões que são mais afetadas com a questão, lá está o advogado!

E você não quer estar nessa estatística. Se você está lendo essa postagem, chegou até aqui, pode ser que você não esteja se sentindo tão bem. Pode ser que você queira encontrar conforto ou ler que realmente você não está sozinho. A depressão é uma realidade assustadora na vida dos advogados.

Os principais sintomas da depressão são:

  • Culpa;
  • Falta de esperança perante a vida;
  • Pensamentos ruins;
  • Sentimento de inutilidade;
  • Perda de interesse em atividades que antes eram agradáveis;
  • Sensibilidade para a dor;
  • Perda da capacidade de sentir alegria ou prazer;
  • Mal-estar persistente;
  • Aumento ou redução do apetite;
  • Problemas digestivos;
  • Alterações no peso;
  • Raiva, inquietação e irritabilidade;
  • Fadiga constante;
  • Inquietude;
  • Autocrítica exagerada;
  • Agitação;
  • Comportamentos imprudentes ou destrutivos;
  • Sentimento de desespero;
  • Dificuldades em se concentrar;
  • Alterações do sono (tanto excesso quanto falta).

Se identificou em alguns desses sintomas? Bom, o ideal é sempre procurar um apoio profissional. Mas aqui na ADVBOX nós temos alguns direcionamentos que podem te ajudar a não chegar a esse ponto.

Quais rotinas podem evitar ou amenizar a depressão na advocacia?

O primeiro passo é resgatar os objetivos que você tinha lá atrás, durante as aulas da faculdade. Foram longos anos sonhando com uma vida que não está acontecendo. É frustrante. Resgatado isso, vamos buscar alternativas para que você consiga ir de encontro ao que realmente sonha.

Seria um sonho pra você atuar na área que ama, ganhar dinheiro com isso, ter sucesso, reconhecimento profissional e mais tempo para sua família, amigos e pets?

Esse sonho já é possível, a partir do momento que você veio até aqui e tem a oportunidade de conhecer o escritório digital. A partir do marketing jurídico de conteúdo, através da internet, você pode trabalhar de onde bem entender. Com o ADVBOX aliado a isso, você pode controlar sua produtividade e de toda sua equipe à distância.

Fluxo de trabalho leve e que possibilite melhor gestão do seu tempo

Já pensou em um trabalho remoto? Você poderia dividir seu tempo entre suas tarefas dentro da advocacia e seus outros hobbies.

Se você gosta de surfar por exemplo, pode fazer isso pela manhã, pois você estará ciente dos prazos em tempo real. No outro turno, você pode dedicar-se ao atendimento de clientes e questões que lhe dão prazer dentro da advocacia.

Então, se você realmente não quer pertencer a essa estatística tão esmagadora, comece hoje a mudança. Comece dentro de você e ponha em prática o quanto antes.

Livre-se da sobrecarga HOJE

Evitar a sobrecarga profissional nos seus dias é buscar mais qualidade de vida. Isso já é uma realidade para muitos advogados. Mas, você precisa tomar uma atitude hoje.

Atualmente, páginas da rede social “Facebook” possuem mais de 2 milhões de advogados em uma rede chamada “Advocacia da Depressão”. Se você tiver a oportunidade de observar, a reclamação nos famosos “memes” é de que 90% dos advogados acabam falando em problemas jurídicos fora do seu horário de expediente.

Trata-se de organização para evitar essa sobrecarga e principalmente, saber dizer não quando você está rodeado de amigos, familiares ou em ambientes de descanso. Você precisa vivenciar esses instantes de prazer e desligar-se do trabalho. Assim, sem dúvida, fugirá da depressão e atingirá o sucesso.

banner para clicar e fazer download gratuito do guia "Rotina do Advogado: Como ter liberdade profissional?"


Katiussa Bitencourt

Katiussa Bitencourt é Jornalista formada pela UNISINOS, Pós graduada em Marketing Digital e especialista em marketing jurídico e político, sendo head das consultorias de marketing digital da ADVBOX e premiada juntamente com a Equipe ADVBOX Consultorias como Agência de Resultados  2018 pela Resultados Digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *