fbpx

Como transformar a inveja em algo positivo na advocacia?

Publicado por Lucas Steinmetz em

A inveja deveria ser um tipo de combustível que queima de forma positiva a nosso favor. Somos invejáveis a cada momento da trajetória das nossas vidas ao compartilhar nossos desejos e ideias com algumas pessoas através de uma simples aprovação.

Foto de um foguete decolando com um céu azul escuro de fundo.

Ao invés de remoer introspectivamente e de forma negativa esses pensamentos, poderíamos usar como motivação. Isso aceleraria o processo de caminhada ao sucesso.

A aprovação não consiste na credibilidade de transformação humanística, mas sim na crença do ego. O desejo tem o potencial de atrair, mover, e destruir. O princípio fundamental para obter resultados significativos é ter consciência disto e usarmos da maneira mais saudável possível.

O simples levantar da cama com o pensamento de tentar criar um dia diferente é uma atitude válida. Sempre mantendo em mente que nem todos os dias o sucesso será pleno. A plenitude se inicia na habilidade em agradecer pelo aprendizado que os erros nos traz.

Encarando a vida dessa forma, nos livramos na negatividade da inveja. Socialmente, criamos essa ideia de que a inveja é uma característica atribuída a pessoas ruins. Entretanto, precisamos entender que a cobiça é um desejo involuntário que faz parte da existência humana.

Logo, como pode uma pessoa ser ruim por algo que ela não escolheu sentir? Esse é o primeiro passo da nossa reflexão. Compreender que a cobiça é o desejo de ter o que outros tem, e que isso é algo natural.

A corrosão da inveja e como evitá-la

O fator prejudicial da inveja é a partir do momento em que ficamos tristes pela felicidade do outro. Isso é o que cria mágoas internas, pensamentos hostis e um perigoso caminho à decadência e à mediocridade.

Excluindo esse fator, alegrando-se com as conquistas dos outros, iniciamos a caminhada em uma direção oposta. A de usar a cobiça como motivador para conseguirmos aquela vitória por nossos próprios méritos.

O desejo como motivador

E é a partir deste momento que transformamos essa situação em algo positivo. Gradativamente, a vontade de atingir o sucesso semelhante ao de outras pessoas, nos empurra para a frente. Com isso, nosso foco passa a ser menos na condição do outro e mais no nosso desempenho.

Com o fim das comparações, a realização se torna muito mais próxima. Escolhemos um vídeo bastante curto que aborda esse tema de uma maneira muito clara:

Em uma realidade onde há aproximadamente um milhão de advogados em atividade no país e centenas de milhares de escritórios ativos, essas comparações em algum momento serão inevitáveis.

Que você consiga passar por esse processo de maneira saudável e mantenha seu pensamento para essa transição saudável. Certamente, trará muito mais resultado e deixará mais leve sua perspectiva sobre seu dia-a-dia.

Banner para clicar e baixar gratuitamente o e-book ADVOCACIA DE RESULTADOS: Como analisar as métricas do seu escritório.


Lucas Steinmetz

Formado em jornalismo, especializado em estratégias e técnicas SEO e Professor do Instituto IbiJus. Lucas Steinmetz começou sua jornada como analista SEO dentro de um escritório de advocacia e elevou o número de acessos no blog de 20 mil para 315 mil visitas por mês. Possui mais de 11 anos de experiência em produção de conteúdo para internet. Atualmente, trabalhando em um dos mais completos métodos de marketing jurídico focado em qualidade e resultados sem ferir as normas da OAB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *