Tempo de leitura 4 Minutos

Quando iniciou a faculdade você tinha algum sonho, certo? De ser advogado, juiz, promotor, delegado, policial. Possivelmente tenha mudado de ideia no caminho, ou tenha clareado seus objetivos ao se deparar com a prática jurídica.

A advocacia é um dos caminhos mais desejados, se escolheu trilhar essa carreira sabia que não seria fácil. Os desafios são diários e constantes. Para contorná-los você deve traçar estratégias muito bem definidas, que não foram estudadas na faculdade. Mesmo assim, desafios não significam ter que trabalhar com coisas que você não gosta, como alguma área do direito.

Você que hoje se tornou advogado, trabalha somente com o que gosta?

Durante a faculdade você conheceu todas as áreas do direito e se identificou com algumas em específico. Já outras, preferiu não ter muito contato por não ter tanta afinidade. Como na vida não fazemos só o que gostamos, é comum os escritórios tradicionais trabalharem com todas as áreas. Muitas vezes, não se especializam em nenhuma área ou tipo de ação especificamente.

Mas, era realmente esse seu propósito quando iniciou a faculdade?

Certamente durante a faculdade você gostava mais de alguma área específica, não é mesmo? É natural ter maior facilidade com determinada área ou ainda se interessar mais por estudar e atuar em algum ramo específico do direito. O direito é um ciência que abrange muito conhecimento. Mesmo o melhor profissional jurídico não consegue alcançar a totalidade do saber.

Ainda, haviam áreas que você odiava, seja pelo conteúdo, seja pela relevância social, tipo de mercado, de cliente ou ainda pelas dificuldades práticas.

Então, por que atuar em várias áreas do direito, inclusive as que você não gosta? Pode ser por necessidades financeiras, por falta de nichos de mercado em sua região, etc. Diversas situações nos fazem pensar que trabalhar com todas as áreas do direito, sem recusar demandas, é mais rentável.

Mas, em que área do direito você gosta de atuar?

Perceba que nesse momento está em jogo sua vontade, sua satisfação pessoal e profissional em trabalhar com aquilo que realmente lhe dá prazer, que mesmo havendo desafios, você os dribla com tranquilidade e com vontade de resolver.

Como nem tudo são flores, a questão financeira é a primeira a pesar. Isso porque nem sempre a demanda que mais dá satisfação em atuar é a que traz mais lucros.

A questão financeira é um problema enfrentado por muitos advogados. Em um mercado tão competitivo fica difícil conseguir se inserir e ainda ter bom retorno financeiro. Por isso, você pode estar achando que é mais fácil atuar em todas as áreas. Dessa forma, acaba sem dispensar nenhuma demanda para que tenha mais lucro.

Entretanto, este pensamento está equivocado no cenário atual da advocacia. Em um meio com tantos profissionais, cada vez mais seu cliente busca alguém que seja referência no assunto, ou seja, que saiba tudo sobre o problema que ele está passando.

Pense no lugar do cliente e imagine conversar com alguém que entende perfeitamente sua dor e como resolvê-la. Isso só se torna possível se o advogado tiver total domínio do assunto e vivenciar a realidade de seus clientes todo dia.

Mas, como ser especialista em todas as áreas do direito? A resposta é mais simples do que parece: Impossível.

O segredo é a hiperespecialização, é somente através dela que você se tornará referência na área que atua. Imagine que audácia dominar todas as áreas de uma ciência tão complexa e subjetiva? Você pode estar pensando agora que algumas áreas se ligam, por exemplo o direito do trabalho e o direito previdenciário, ou ainda o direito civil e suas dezenas de possibilidades.

Mas será mesmo que você vai conseguir ser o melhor em toda essa área do direito?

O conhecimento é diferente, o processo é diferente, a administração de sua equipe é diferente, tudo difere dependendo da área em que está trabalhando. Assim, dificilmente vai conseguir ser especialista em mais de uma área de atuação.

O mais importante nisso tudo, além do retorno financeiro, é a sua satisfação pessoal. Quer ser o melhor na sua área ou apenas mais um? Para ser o melhor, vai precisar analisar qual área do direito você jamais abriria mão.

Consegue imaginar? Pode ser aquela que você mais gosta de estudar, atuar, a mais rentável, a que seu local de atuação tem mais demanda, seja qual for o critério, seu propósito de vida jamais deve ser deixado de lado, assim como sua satisfação pessoal.

Para isso, a hiperespecialização na advocacia surgiu e só tem resultados positivos. pois o advogado se torna referência não somente na área de atuação, mas no tipo de ação que faz. Você e sua equipe serão hiperespecializados em um tipo de ação, isso minimiza erros, maximiza acertos e traz total segurança para você dominar e atuar no processo.

Além disso, seu cliente terá total tranquilidade pois sabe que seu processo está nas mãos de alguém que sabe exatamente o que está fazendo, que veste seus sapatos e entende completamente seu problema e sabe com exatidão como resolvê-lo.

Agora, você deve estar imaginando como trabalhar com o que ama mesmo que em seu local de atuação não haja demanda para essa área. Temos a resposta: marketing jurídico digital. Somente através de marketing jurídico estratégico você poderá atrair exatamente os clientes que deseja e ainda atuar de forma hiperespecializada na área que atua.

Planejamento estratégico é o que você precisa para colocar em prática a hiperespecialização do seu escritório. Aliar suas preferências à sua forma de ganhar dinheiro é um caminho, se não o único, para seu sucesso profissional.

Categorias: ADVBOX

Lucas Steinmetz

Formado em jornalismo, especializado em estratégias e técnicas SEO e Professor do Instituto IbiJus. Lucas Steinmetz começou sua jornada como analista SEO dentro de um escritório de advocacia e elevou o número de acessos no blog de 20 mil para 315 mil visitas por mês. Possui mais de 11 anos de experiência em produção de conteúdo para internet. Atualmente, trabalhando em um dos mais completos métodos de marketing jurídico focado em qualidade e resultados sem ferir as normas da OAB.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[Infográfico]
[Infográfico]
[Ebook Gratuito]
[Ebook Gratuito]