fbpx

Hoje em dia, é comum ouvir que, “se você chutar uma moita, saem 5 advogados”. Talvez essa frase não seja tão exagerada, uma vez que o Brasil é um dos países com maior quantidade de advogados do mundo. O que fazer, então, para se destacar no mercado de advocacia brasileiro?

Algumas qualidades individuais possibilitam aos advogados terem mais sucesso em sua profissão do que aqueles com maior conhecimento técnico. Isso porque ser advogado envolve mais do que apenas estudar exaustivamente – na realidade, essa é a parte mais fácil. A advocacia é a profissão jurídica que está mais ligada às pessoas. Ou seja, sua reputação e sua forma de comunicação contam (e muito) para seus resultados.

É justamente por isso que separamos 5 qualidades indispensáveis para se sobressair nessa área:

1. Tenha um bom posicionamento no mercado de advocacia

Quando você começa a atuar, as pessoas querem saber como se referir ao novo advogado. Isso significa que você deve criar uma identidade profissional. Uma dica é focar em algo que lhe interesse e falar sobre esse tema em rodas de amigos e eventos profissionais, trazendo o assunto para si. Esse é o primeiro passo para se tornar referência na área.

O marketing digital pode ser um catalisador muito poderoso nesse processo, pois permite que você possua uma lista de clientes e outros contatos. Assim, você pode mantê-los informados sobre novidades da área e novas decisões judiciais de interesse. Por isso, é essencial ter um cadastro de clientes digital e atualizado.

 

2. Seja especialista em uma área do Direito

Em decorrência do que citamos no ponto anterior, é válido afirmar que ninguém sabe tudo sobre todos os temas. É por esse motivo que a especialização ajuda você a se destacar em meio à concorrência.

Escolha uma área e estude bastante sobre ela: aprofunde-se, participe de eventos, faça postagens em redes sociais. Quando menos esperar, você já será referência na sua cidade.

3. Saiba cobrar pelo seu trabalho

Aqui não estamos falando sobre cobrar um valor exorbitante ou um muito baixo. O importante é saber mensurar o valor do seu trabalho em relação aos demais, mantendo um valor um pouco acima da média.

É preciso ser justo com seus clientes e parceiros. Para isso, você deve informar o valor a ser pago sempre antes da ação e ter um contrato escrito assinado por ambas as partes. Não acertar os valores antes pode permitir que você consiga cobrar mais, mas deixará seu cliente ou parceiro ressentido. Abusar financeiramente fará com que você ganhe um detrator do seu nome, e isso não há dinheiro que pague.

4. Construa um ótimo relacionamento com clientes e parceiros

Na sociedade da informação em que vivemos, é fundamental manter suas relações claras e transparentes. Isso porque a verificação de informações é algo fácil e rápido de ser feito.

Não pense em enganar para obter ganhos imediatos: pense em relações sólidas. A automação do relacionamento com o cliente pode ser uma ferramenta poderosa para alcançar esse objetivo sem comprometer seu tempo.

5. Não pegue ações que você não saiba fazer

Fazer ações sem conhecimento jurídico pode gerar uma enorme perda de tempo e dinheiro. Isso tudo pode levar a uma má reputação e um atraso no crescimento do profissional. Por isso, priorize apenas ações que você possa conduzir.

Caso haja a oportunidade de se envolver com ações que você mal sabe por onde começar, dê preferência a uma nova parceria aderindo à Advocacia em Rede. Dessa forma, você garante um parceiro especialista na área e que saiba lidar bem com o caso do seu cliente.

O que você achou das nossas dicas? Com elas, acreditamos que você terá uma grande vantagem no mercado de advocacia e caminhará na direção certa para gerenciar sua carreira como um empreendedor consciente. 😉


Alan Vital

Alan Vital é Advogado e Programador Front End, com Pós graduação em Direito Digital e Compliance, especialista em Marketing Jurídico e Gestão de Escritórios Digitais, além de membro de comissões da OAB e da Jovem Advocacia. Consultor da ADVBOX e proprietário e criador do Aplicativo AVALIAJUS.