Ferramenta de BI
Business Intelligence

O que é Business Intelligence e para que serve? Entenda aqui!

Todo advogado que deseja obter bons resultados na sua advocacia precisa saber o que é business intelligence e para que serve esse conceito. Afinal de contas, existem diversas inovações e tecnologias que contribuem muito para o trabalho do advogado.

Atuar com dados é muito efetivo, pois auxilia o profissional a tomar decisões que realmente trazem as soluções ideais para o seu negócio. 

O conceito é muito utilizado para analisar dados e utilizá-los na tomada de decisões. Nesse artigo, você entenderá o que é business intelligence e para que serve, bem como as suas vantagens para a advocacia. Boa leitura!

O que é Business Intelligence e para que serve?

Entender o que é business intelligence e para que serve é simples. No entanto, é essencial compreender a fundo o conceito para saber as suas utilidades por completo.

Business intelligence, ou apenas BI, pode ser entendido como um processo que tem a intenção de coletar os dados gerados por uma empresa, organizá-los e analisá-los profundamente, de modo a conseguir informações concretas para utilizá-las na tomada de decisões sobre o negócio. Em português, ele é conhecido como inteligência de negócios.

O BI não é uma ferramenta, mas sim um conceito. Entretanto, ele é aplicado com o auxílio de tecnologias próprias para isso. 

Business Intelligence

É importante ter em mente quando se estuda o que é business intelligence e para que serve que o BI não fornece respostas precisas, respondendo “sim” ou “não” para a pergunta que você deseja fazer no momento de aplicá-lo.

As análises fornecem informações geradas pelos dados da companhia. Logo, o objetivo é que você se baseie nelas, utilizando-as como insights para entender o que fazer. 

Em suma, o business intelligence é um conceito de coleta e análise de dados e serve para auxiliar a encontrar informações reais e concretas sobre um determinado assunto, contribuindo para a tomada de decisões mais claras, conscientes e certeiras para a empresa.

Como surgiu o Business Intelligence?

Para iniciar o nosso estudo sobre o que é business intelligence e para que serve, vale salientar que o BI surgiu na década de 1960, sendo utilizado para compartilhar informações entre as empresas. Ou seja, desde o início, o conceito tinha o objetivo de explorar e analisar dados. 

Duas décadas depois, o BI foi melhorado, sendo desenvolvido a ponto de se estabelecer como uma estratégia para auxiliar líderes e gestores a tomarem decisões sobre a empresa. Mesmo com essa evolução, haviam certas limitações, principalmente aos recursos tecnológicos, visto que ainda era 1980. 

Atualmente, o BI se aplica com o auxílio de plataformas e ferramentas tecnológicas especializadas para isso, tornando o processo de análise de informações mais eficiente, simples, eficaz e rápido. 

Em diversas áreas, as empresas já utilizam essa estratégia para basear suas decisões e implementar melhorias com base em evidências. 

Qual é o principal objetivo do BI?

Você entendeu o que é business intelligence para que serve. No entanto, pode não ter ficado claro o objetivo de aplicá-lo em uma empresa. 

O principal objetivo do BI é dar suporte para a tomada de decisões em uma empresa. Ademais, ele contribui para o monitoramento e análise dos resultados obtidos ao implementar as mudanças. 

Sendo assim, ele funciona como um processo de análise e interpretação de informações para encontrar oportunidades e prevenir problemas, contribuindo para que a companhia se mantenha forte e competitiva no mercado. 

O que é business intelligence e para que serve

Um exemplo pode tornar o objetivo do BI mais simples de visualizar.

Imagine que você, gestor de um escritório de advocacia, quer crescer o negócio e não sabe se implementa uma nova área de atuação, contrata mais advogados, investe mais em marketing jurídico, melhora o setor comercial ou se faz tudo isso ao mesmo tempo. 

De certo modo, você pode tomar uma decisão com base na sua intuição. No entanto, isso pode ser perigoso para o futuro da empresa. As chances de fazer uma escolha não assertiva pode ser imensa.

É esse tipo de atitude que o processo de business intelligence tem o propósito de evitar. Além de contribuir para o planejamento estratégico, ele dá mais velocidade e melhora a qualidade do processo de tomada de decisões, trazendo mais eficiência e segurança operacional. 

O BI, então, contribui para uma tomada de decisões concretas, com base em evidências e dados reais, evitando-se, assim, atitudes com respaldo em intuição, suposição ou sentimentos.

Lembre-se que as decisões precisam ser embasadas no que a companhia possui de informações e jamais “no escuro”. Nada nas empresas pode ser feito com impulso, pois isso somente prejudica o negócio.

Como as empresas utilizam o BI?

No momento de entender o que é business intelligence e para que serve o conceito, você verificou que o BI não é uma ferramenta específica, mas apenas um processo de coleta e análise de dados.

Mas, na prática, como as companhias utilizam a inteligência de negócios? A principal maneira que as empresas podem aplicar o conceito é contar com alguma ferramenta específica de análise de dados. Existem diversos no mercado. Inclusive, é possível encontrar sistemas específicos para cada segmento de atuação.

Os escritórios de advocacia podem contar com um software jurídico que permite analisar dados, como o ADVBOX. 

Nesse sentido, dentro das ferramentas de BI, além de você entender o que é business intelligence e para que serve, é possível estipular uma meta específica. Assim, o software coleta e analisa dados de diversas fontes, proporcionando informações relevantes e insights que podem ser preciosos para o escritório. 

A inteligência de negócios pode ser aplicada em diversos setores, como o comercial, o marketing, os jurídicos, dentre outros que um escritório possui. 

No departamento comercial, por exemplo, você pode conseguir dados para compreender o perfil dos clientes, as áreas mais procuradas, os serviços mais buscados, dentre outras questões. Desse modo, o BI pode otimizar processos e indicar o que pode ser feito para melhorar o que se deseja. 

Como funciona o Business Intelligence?

Agora você já compreendeu o que é business intelligence e para que serve. Contudo, o conceito se torna mais compreensível quando se conhece o funcionamento dele. Aplicá-lo na prática pode ser bastante simples. 

Basicamente, o processo se divide em 4 etapas. São elas: coleta, organização, aplicação e mensuração. Veja abaixo sobre cada uma delas!

Coleta

O primeiro passo consiste em coletar os dados. As empresas lidam diariamente com diversas categorias de dados, os quais podem ser muito interessantes para conseguir informações. 

Essa coleta pode ser feita por meio de um software de CRM. De preferência, busque um completo, que ofereça diversos benefícios e seja montado especificamente para o seu mercado. 

Não tente realizar o processo de BI de forma manual. Além de ser demorado e cansativo, pode resultar em erros e ser ineficiente. 

Organização e análise

O segundo degrau consiste na organização e análise dos dados coletados. Nessa etapa, o trabalho deve se ater a selecionar o que é útil e eliminar o que é desnecessário, dando atenção ao que realmente é relevante para a questão que você deseja verificar e melhorar no seu negócio. 

Tenha em mente o seu objetivo para não se perder e focar somente nos dados que importam para ele! Por exemplo, se o seu intuito é entender o grau de satisfação dos clientes, dados relacionados à produtividade dos colaboradores talvez não sejam relevantes para isso. 

Aplicação

Depois de coletar, organizar e analisar, a fase seguinte é a de aplicar os dados convertidos em informações. Assim, elas devem ser utilizadas na tomada de decisões. 

Nesse sentido, faça relatórios e verifique o que foi encontrado, tendo máxima atenção para tomar uma decisão coerente e que seja promissora.

Mensuração

Por fim, o último passo é o de mensurar os resultados obtidos com a implementação de melhorias. Tudo o que é feito precisa ser mensurado. Se esse processo não é realizado, não há como saber se as melhorias trouxeram resultados satisfatórios. 

Sendo assim, verifique se as mudanças implementadas foram suficientes e auxiliaram a companhia a atingir a meta estabelecida.

Por que utilizar o business intelligence na empresa?

Entender o que é business intelligence e para que serve pode ser fácil. Porém, pode ser que ainda não tenha ficado clara a utilidade dele para a sua empresa. Por isso, veja abaixo alguns motivos para utilizar o BI no seu escritório!

Melhores decisões

Embora tenha sido dito à exaustão, vale reforçar: os dados contribuem para tomar decisões mais inteligentes. Toda decisão que é tomada para um negócio precisa ser baseada em estatísticas e informações concretas. 

A intuição e o “achismo” não contribuem para melhorar a companhia, podendo apenas fazer todos perderem tempo e dinheiro. 

Sendo assim, adote o BI para tomar decisões que realmente façam a diferença para a sua empresa.

Otimiza processos

Ao implementar o BI, os colaboradores passam a tomar decisões de forma mais eficiente e otimizada. Ou seja, mais rápidas podem ser as tomadas de decisões e mais otimizados se tornam os processos. Isso também contribui para melhorar a produtividade da equipe. 

Permite melhorias e oportunidades

O processo de BI permite identificar oportunidades e melhorias na empresa como um todo. Isso porque ele possibilita obter informações sobre diversas questões, como mercado, persona, como o público vê o seu escritório, dentre outras. 

Assim, é possível encontrar lacunas e oportunidades e, assim, buscar meios de se destacar e se diferenciar.

Otimiza os recursos

Sem analisar dados, torna-se impossível saber se uma estratégia ou decisão tomada está gerando resultados. Assim, fica difícil identificar o que pode ser descontinuado e o que deve ser melhorado. Não basear-se em dados pode desperdiçar recursos financeiros. 

Fortalece o negócio

O business intelligence pode ser utilizado para entender o mercado e seus concorrentes, oferecendo inteligência competitiva. 

Conhecer bem os concorrentes, seus pontos fortes e fracos, o diferencial de cada um deles, lacunas no mercado, dentre outros aspectos, pode oferecer subsídios para a sua empresa se destacar e pensar em estratégias para se fortalecer. Isso só é possível analisando dados e informações. 

Como os escritórios de advocacia podem utilizar o BI?

Os escritórios de advocacia possuem uma imensidão de dados que vêm de diversos destinos. Muitos deles podem ser valiosos para entender o negócio, o mercado, os clientes, dentre outros aspectos importantes. 

Utilizar o BI para coletá-los e analisá-los pode auxiliar na tomada de decisões mais eficientes e que trazem diferenças positivas. Por isso, é fundamental aplicar o BI e usar uma ferramenta que possibilite uma análise de dados com eficiência.

O BI está em constante evolução. Ele deve acompanhar a tecnologia e as necessidades das companhias. Logo, novas ferramentas de análise de dados ainda mais eficientes podem surgir, bem como as atuais podem ser atualizadas. 

No entanto, é importante começar a utilizar o conceito o quanto antes para conseguir manter a empresa competitiva e eficiente no mercado. 

Nesse sentido, utilize o BI sempre que precisar analisar algo e tomar decisões na empresa. Entretanto, jamais deixe de se atualizar e ver novas tecnologias ou métodos que aparecem no mercado. Por isso, fique atendo às novidades e tendências de business intelligence para os próximos anos!

Veja também:

Bônus! Assista uma vídeo aula sobre Business Intelligence na advocacia!

Atualmente, é praticamente impossível administrar um escritório de advocacia e tomar decisões sem basear-se em dados. O business intelligence se tornou tão importante que é praticamente obrigatório que as bancas, independente do tamanho, adotem essa prática de forma recorrente.

Para se aprofundar no tema, veja abaixo um vídeo ministrado pelo CEO da ADVBOX, Eduardo Koetz, sobre a utilização do conceito de BI nos escritórios jurídicos.

Aproveite também para visitar o canal do YouTube da ADVBOX e ver diversos vídeos do canal para aprender sobre: gestão de escritórios de advocacia, tecnologia, marketing jurídico, controladoria jurídica, dentre muitos outros temas essenciais para advogados que desejam crescer e ter um negócio de sucesso!

Caso deseje ouvir os nossos conteúdos, saiba que a ADVBOX está no Spotify! Escute os nossos podcasts para aprimorar seus conhecimentos e implementar melhorias no escritório enquanto realiza seus trabalhos ou faz outras atividades.

Agora você já sabe o que é business intelligence e para que serve. Esse conceito é utilizado em empresas dos mais diversos segmentos e tamanhos. Logo, escritórios de advocacia também podem utilizá-lo para tomar decisões e avaliar a situação do negócio. 

Lembre-se que ele pode ser aplicado em todos os setores! Por isso, comece logo a usá-lo na prática e tenha resultados eficientes!

Aproveite e leia outro conteúdo do blog! Veja o que é controladoria jurídica e como funciona!

trial

Autor
Comunicação & Conteúdos

Equipe ADVBOX

Postagens Relacionadas