Planejar investimentos em Escritório de Advocacia em 3 passos

Publicado por Alan vital em

teletrabalho - transformação digital na advocacia

Uma dificuldade muito comum no meio jurídico é saber como planejar investimentos em escritório de advocacia. Muitas vezes, mesmo com uma boa receita, o gestor se sente confuso em relação às possibilidades de ampliação dos negócios. 

Essa estagnação muitas vezes se reflete no desempenho do escritório que, por não ter investimentos adequados no momentos corretos, acaba apresentando uma produtividade menor que a esperada.

Ou seja, saber como e quando investir é crucial para que seu escritório permaneça viável por muito tempo. Mas afinal, qual a melhor forma de planejar investimentos em escritório de advocacia?

Por que gestores têm dificuldade para planejar investimentoa em escritório de advocacia?

Um dos principais motivos para isso ocorrer tem relação com o caráter burocrático que a profissão advocatícia carrega. Os cursos de direito abordam muito pouco o tema de investimentos em escritórios e com o passar do tempo e o acúmulo de responsabilidade essa falta se torna um grande problema.

Tudo isso interfere diretamente na maneira como os escritórios de advocacia exercem sua função e se posicionam num cenário de mercado mais amplo. Talvez isso não fosse um grande problema a algumas décadas, mas o meio jurídico vem passando por diversas, e rápidas, mudanças.

O contexto atual do mercado é de alta concorrência, e para se sobressair em meio a tantos outros escritórios é necessário repensar o modo como os investimentos eram feitos até pouco tempo atrás.

Diversos escritórios do país já deixaram de lado algumas concepções ultrapassadas e consideram o empreendedorismo um elemento primordial da sua atuação. Pensando nisso, decidimos trazer 3 dicas para ajudar qualquer gestor a planejar investimentos em escritório de advocacia.

1. Organização e análise do financeiro para planejar investimentos em escritório de advocacia

O primeiro passo antes de começar a planejar investimentos em escritório de advocacia é organizar todos os dados financeiros do seu escritório. 

Entradas, saídas, gastos segmentados, possíveis despesas futuras, tudo que envolve movimentações financeiras deve ser organizado de forma que possibilite uma análise criteriosa.

 A análise cuidadosa dessas informações é de suma importância, pois será a partir delas que o gestor será capaz de saber quanto e onde é possível investir.

Como evitar problemas financeiros?

A partir da análise realizada a partir da organização do setor financeiro, será possível saber quais são as variáveis de custos, as receitas e as despesas do escritório, essenciais para evitar problemas financeiros, tanto agora quanto no futuro.

Somente com base nisso o gestor poderá definir o plano de contas do escritório de forma estatística. Utilizar dados e estatísticas é indispensável para planejar investimentos em escritório de advocacia  de forma realista. 

Sem uma base de referências detalhada, não há como garantir que os planejamentos são consistentes e trazem garantia de retorno.

2. Defina metas e se comprometa com elas

Com a realização de um bom plano de contas para o escritório, muitas vezes ainda durante sua execução, já é possível identificar gastos desnecessários. 

Esses gastos são entendidos como maus investimentos e devem ser eliminados para que a receita excedente seja utilizada de forma a trazer mais vantagens para o escritório.

Planejar investimentos em escritório

Essa descoberta  já pode ser entendida como o primeiro passo para planejar investimentos em escritório. Reconhecer a situação do financeiro do seu escritório para ter metas bem definidas com relação aos investimentos necessários.

Como investir em um contexto de alta concorrência?

Em contextos de alta concorrência é comum que gestores busquem economizar, uma vez que a instabilidade do mercado pode trazer surpresas desagradáveis. Porém, é preciso compreender que o investimento bem feito será o responsável por trazer estabilidade e aumentar a receita.

Alta concorrência requer dinamismo. Dessa forma, é necessário que apesar da economia necessária para cobrir as despesas do escritório, não se tenha medo de investir. Os tempos mudaram e o mercado atualmente está baseado em movimentação, não mais estagnação.

Como manter o escritório financeiramente estável?

A melhor forma de manter um escritório estável é a partir de diferentes meios de sustento, dessa forma, mesmo que surjam problemas inesperados em alguma fonte de receita específica, haverá sempre um aporte para solucionar a demanda.

No momento de planejar investimentos em escritório de advocacia é fundamental que se tenha como foco a busca por novas oportunidades e a definição de metas que visem adquirir outros fluxos de caixa é ótimo para manter o crescimento do escritório. 

Por isso, é preciso que a definição de metas de investimentos esteja sempre voltada para a expansão gradual do escritório.

Tudo isso só pode ser realizado da maneira adequada se estiver baseada em uma análise detalhada das possíveis oportunidades de negócio que seu escritório poderia estar contemplando.

3. Pense no Marketing Jurídico

Não é possível planejar investimento em escritório de advocacia sem pensar em uma estratégia sólida de Marketing Jurídico.

O Marketing é de extrema importância na tarefa de identificar as possíveis oportunidades de negócio (leads) do seu escritório. Será ele o responsável por identificar clientes em potencial e desenvolver as medidas necessárias para um relacionamento com os leads que seja produtivo para o escritório.

Como organizar os investimentos no marketing?

O desenvolvimento de um plano de investimentos com metas para ações de marketing em escritórios deve ser central no momento de planejar os investimentos em escritório de advocacia.

Como dito anteriormente, para que um escritório tenha estabilidade, é preciso investir mais do que economizar. E, no fim das contas, o marketing será o responsável por mapear o mercado e indicar onde estão os investimentos mais seguros para o escritório.

Porém, é importante ter em mente que o marketing também é uma área que vem passando por diversas mudanças com a popularização da tecnologia digital. Por esse motivo, é necessário que a estratégia elaborada tenha como base o marketing digital.

Quais as vantagens do marketing digital?

O marketing digital trouxe muitas possibilidades para a advocacia e muitas vezes nem todos estavam preparados para lidar com elas. É importante ter isso em mente no momento de planejar investimentos em escritório de advocacia.

Com o advento da internet, o poder de alcance da advocacia tem alcançado parâmetros que pareciam impossíveis até pouco tempo atrás. As barreiras geográficas foram vencidas e é possível atender clientes que estejam em qualquer lugar do mundo.

Por isso, se a sua meta é expandir a receita e o alcance do seu escritório, você com certeza vai precisar investir em marketing jurídico digital em algum momento.

Como fazer marketing jurídico digital na advocacia?

Muitos gestores ficam receosos com a implantação do marketing jurídico digital (e estratégias de propaganda em geral), acreditando que podem acabar ferindo o código de ética da OAB, e por isso é um assunto sensível de ser tratado. 

Esse receio até é justificado, visto que é algo ainda recente, mas é importante conhecer os fundamentos da sua legalidade definidos pelo código de ética da OAB para que se possa aproveitar todas as possibilidades trazidas por ele. 

Como visto, o marketing jurídico digital bem estruturado é essencial para planejar investimentos em escritório de advocacia que cumpram o papel de otimizar seu crescimento. Existem pelo menos 5 maneiras de realizar o marketing jurídico digital estando em acordo com o determinado pela OAB.

1. Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é baseado na divulgação de conhecimento e informações que tenham relação com os serviços prestados pelo escritório. Essa divulgação pode ser realizada a partir de revistas, podcasts, páginas de redes sociais ou  qualquer veículo de mídia, mas é muito indicado que se crie um blog para esse fim.

Essa é uma estratégia muito eficiente para trazer reconhecimento ao seu escritório e agregar autoridade, que pode ser decisiva no momento da decisão por parte do cliente.

Portanto, não deixe de considerar a criação de um canal para comunicação com seus clientes no momento de planejar investimentos em escritório de advocacia.

2. Inbound marketing

Também conhecido como marketing de atração, é uma das principais tendências no marketing digital na última década e tem modificado de forma profunda a realidade de empresas dos mais variados segmentos através do alcance proporcionado pela tecnologia digital.

No meio jurídico também tem se tornado muito popular e aos poucos vem ganhando protagonismo no momento de planejar investimentos em escritório de advocacia.

Isso se dá principalmente pelo fato de ser uma captação e prospecção de clientes gradativa, sem se tornar invasiva ou inconveniente. Baseando-se em 4 etapas (Atrair, Converter, Vender e Analisar), busca direcionar os possíveis clientes desde o primeiro contato com a empresa até o momento da contratação.

3. Marketing de relacionamento

O marketing de relacionamento é outra tendência que pode ser realizada sem ferir o código de ética da OAB e vem conquistando espaço na hora de planejar investimentos em escritório de advocacia.

O grande objetivo é a projeção da marca da empresa ou escritório, a geração de autoridade no mercado e a fidelização do cliente. Uma grande vantagem dessa estratégia é o fato de que seu objetivo não é trazer novos clientes, como também manter os clientes mais antigos. 

Esse modelo de manutenção de clientes funciona muito bem no meio jurídico e deve estar em pauta quando os gestores forem planejar investimentos em escritório de advocacia.

Sua implementação pode ser feita de diversas maneiras que vão da concessão de benefícios para clientes até a produção de conteúdo e o uso do inbound marketing. Automações, como o e-mail marketing, também cumprem um papel muito importante no marketing de relacionamento.

4. Marketing de eventos

Ações que devem sempre ser levadas em consideração pelos gestores no momento de planejar investimentos em escritório de advocacia são a participação e divulgação de eventos relacionados a sua área de atuação.

O marketing de eventos não é vetado pela OAB e tem grande potencial de projeção de marca e aumento de autoridade. Isso contribui enormemente para o fortalecimento das estratégias do marketing de relacionamento e deve-se considerar aplicá-las conjuntamente.

Além disso, é possível estreitar laços com outros profissionais da sua área, possibilitando oportunidades futuras. Quando for planejar investimentos em escritório de advocacia, é importante sempre reservar alguma receita para a divulgação dos eventos em plataformas online, como redes sociais e site.

5. Marketing de influenciadores

Ter relações consolidadas com bons influenciadores nas redes sociais ajuda muito na projeção e ampliação do seu escritório no mercado, e é outro ponto que também deve ser sempre pautado no momento de planejar investimentos em escritório de advocacia.

O marketing jurídico digital traz a oportunidade de parcerias com outros escritórios e podem ser feitas através da divulgação mútua de um escritório pelo outro em suas plataformas na internet, tanto nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter) quanto no site ou no blog dos escritórios parceiros.

Essa é outra estratégia que se estiver presente no momento de planejar investimentos em escritório de advocacia trará não só a possibilidade da ampliação da sua carteira de clientes, como a manutenção dos mais antigos e rentáveis.

É preciso escolher só uma estratégia no momento de planejar investimentos em escritório de advocacia?

Não. As estratégias trazidas neste artigo não são excludentes, pelo contrário. Como pôde ser visto, todas elas são complementares e se utilizadas juntas têm o poder de potencializar os resultados do seu escritório e devem ser consideradas no momento em que os gestores forem planejar investimentos em escritório de advocacia.

Ainda assim, para escritórios que não possuem experiência em implantar estratégias de marketing, é possível realizar uma implementação gradual. O escritório define um das estratégias a ser aplicada, mede sua efetividade e, após algum tempo, aplica a próxima estratégia em conformidade com a segunda.

Essa é uma maneira segura de realizar essa implementação e permite que os gestores percebam melhor quais os resultados de cada estratégia.

É importante frisar que se a opção escolhida for a implementação gradual, a receita para a realização de todo o processo deve ser considerada quando o gestor for planejar investimentos em escritório, a fim de não ser surpreendido no futuro e precisar abortar a implementação.

Vale a pena planejar investimentos em escritório de advocacia?

Investir nunca foi fácil, e planejar investimento em escritório, na profissão de advogado é ainda mais complicado. Porém, com as dicas trazidas nesse artigo, você terá a capacidade de compreender de forma clara como cada investimento altera o dia a dia do seu escritório e quais áreas precisam de mais atenção.

Continue acessando nosso blog para mais conteúdo sobre tecnologia e advocacia digital.

Você está esperando o que para empoderar ainda mais sua advocacia? Inicie hoje essa mudança!

Planejar investimentos em escritório

Alan vital

Alan Vital é Advogado e Programador Front End, com Pós graduação em Direito Digital e Compliance, especialista em Marketing Jurídico e Gestão de Escritórios Digitais, além de membro de comissões da OAB e da Jovem Advocacia. Consultor da ADVBOX.

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[Ebook Gratuito]
[Ebook Gratuito]