Tecnologia e Advocacia digital

8 tendências tecnológicas no Direito que todo advogado precisa conhecer!

O advogado que acompanha as tendências tecnológicas no Direito tem grandes chances de se destacar e se diferenciar da concorrência. A área jurídica é altamente impactada pela tecnologia. A todo instante, algo novo pode surgir.

Nesse novo cenário, o advogado precisa buscar meios de se atualizar para não ficar obsoleto e perder espaço no mercado. 

Para lhe ajudar a ficar ciente das tendências tecnológicas no Direito, a ADVBOX preparou esse artigo com muita informação importante sobre isso! Aproveite para adquirir novos conhecimentos e tenha uma boa leitura!

Quais são as tendências para o Direito?

O advogado que deseja ter uma carreira promissora precisa se atentar às tendências tecnológicas no Direito. Existem certas questões que o profissional deve considerar sobre esse aspecto na profissão.

Se atualizar e conhecer as inovações que surgiram e que podem surgir contribui para que o advogado não perca seu espaço no mercado. É fato que quem não se atualizou até agora está perdendo clientes e chances de fechar contratos

A verdade é que existem muitos advogados que ainda insistem em continuar em uma advocacia artesanal. Embora alguns consigam resultados dessa forma, esse tipo de advocacia se torna inviável conforme o tempo, além de não ser nada escalável.

Nesse sentido, entre tantos profissionais do Direito, poucos realmente se atentam e se adequam a essa nova realidade. Por isso, essa pode ser uma maneira de se diferenciar na profissão e no mercado. Isso porque o advogado atualizado terá noção das novidades e poderá implementá-las para deixar o seu trabalho ainda melhor.

Dessa maneira, o profissional não perde oportunidades de crescer e melhorar a sua advocacia, o que também contribui para que ele ganhe destaque, consiga mais clientes e consequentemente, receba mais honorários

Veja também: 

Como a tecnologia afeta a advocacia?

Existem inúmeros benefícios da tecnologia para o Direito e para o advogado que a utiliza em sua profissão. Veja abaixo algumas delas!

1. Melhora o exercício da profissão

A tecnologia melhorou o exercício da profissão do advogado.

Com a ajuda de softwares e programas diversos, o profissional pode redigir e receber documentos, fechar contratos, conversar com os seus clientes e peticionar sem precisar sair do seu escritório.

É possível ter acesso a tudo e fazer a maior parte do trabalho pelo computador. 

Nesse sentido, esse novo cenário da advocacia digital foi extremamente benéfico, pois possibilitou uma melhora no dia a dia da profissão. 

2. Torna a advocacia mais inclusiva 

A advocacia já foi uma profissão para poucos. Décadas atrás, se destacava quem tinha um bom poder aquisitivo ou vinha de uma família de juristas. Antes da tecnologia, era difícil se destacar e encontrar meios de atuar. 

Isso porque o profissional tinha que ter recursos para poder iniciar o seu negócio, principalmente para alugar uma sala e comprar móveis e equipamentos. 

A tecnologia trouxe uma nova realidade para os profissionais, possibilitando que todos consigam espaço para atuar.

Nesse momento, o profissional pode utilizar-se de marketing jurídico e de tecnologias acessíveis para poder atender clientes de forma remota, sem nem mesmo ter uma sala própria para recebê-los.

3. Melhora a produtividade

Um dos grandes benefícios da tecnologia no Direito é a possibilidade que ela traz do advogado de conseguir produzir mais em menos tempo. 

O profissional pode utilizar diversas aplicações e softwares que facilitem o seu trabalho, tornando-o mais organizado e rápido. 

Ademais, muitas funções repetitivas puderam ser automatizadas, o que fez os escritórios de advocacia ganharem produtividade

4. Aumenta a capacidade de atender clientes

O escritório que utiliza as melhores tecnologias na sua rotina consegue aumentar a sua capacidade de atender clientes. Obviamente, quando se atende mais clientes, as oportunidades de lucros também aumentam. 

A possibilidade de atender clientes de diversos lugares do Brasil também é outro fator positivo.

5. Possibilita novas formas de trabalho

Os escritórios que estão atentos às tendências tecnológicas no Direito conseguem adotar formas mais interessantes e produtivas de trabalho.

Por exemplo, com o advento da pandemia provocada pelo Sars-Cov-2, as bancas que já tinham aderido às inovações puderam adequar o trabalho da sua equipe sem problemas para o home office.

Nos próximos anos, os profissionais poderão continuar trabalhando em casa ou até de outros lugares, adotando um estilo nômade, caso desejem. 

6. Traz maior economia

O investimento em tecnologia traz economia para os escritórios. Processos artesanais podem ser inviáveis, custosos e pouco eficientes.

Ao automatizar certas atividades e investir na tecnologia para melhorar o escritório, as mudanças podem resultar em mais lucro e mais economia em diversos aspectos. 

O que tem de novas tecnologias no direito?

É possível pensar em inúmeras transformações que a tecnologia já proporcionou na advocacia. Confira abaixo algumas das mais relevantes.

1. Automatização de tarefas

A tecnologia trouxe a possibilidade dos escritórios automatizarem tarefas repetitivas que eram importantes, mas que não necessariamente faziam parte do trabalho jurídico.

Dessa forma, processos repetitivos puderam ser delegados para a máquina, o que fez com que os profissionais pudessem otimizar o seu trabalho e fazer uma melhor gestão do seu tempo. 

2. Automatização no atendimento ao cliente

Se antes o processo de atendimento ao cliente podia ser demorado e era totalmente artesanal, com as inovações, os profissionais podem ter a capacidade de atender mais clientes em menos tempo. 

A automação no atendimento ao cliente agiliza processos, reduz custos e aumenta a produtividade da equipe. Por esses motivos, deve ser aplicada em todo escritório que deseja crescer!

3. Peticionamento eletrônico

Não se pode falar em transformações que a tecnologia trouxe para o Direito sem citar o peticionamento eletrônico. Peticionar é um trabalho muito comum na rotina do advogado, que deve fazer isso praticamente todos os dias. 

Transformar os processos para o digital tornou a rotina desses profissionais muito mais facilitada, visto que podem realizar todo esse trabalho sem precisar se deslocar até os fóruns e tribunais. 

Aproveite para ver um vídeo sobre o processo eletrônico. Afinal, será o fim dele? Confira!

4. Organização do escritório

Por fim, uma última mudança ocasionada na profissão pela tecnologia foi a melhora na organização do escritório como um todo. Isso porque se tornou muito mais simples organizar os documentos em pastas no computador ou na nuvem, além de outras prerrogativas.

Ter um escritório com tudo organizado de forma digital torna o ambiente muito mais limpo, produtivo e organizado, o que melhora a produtividade.

Quais são as principais tendências tecnológicas?

Depois de entender os benefícios da tecnologia para o advogado e ver algumas das diversas transformações que ela já trouxe para a profissão, é chegado o momento de conhecer 8 tendências tecnológicas no Direito que podem ser importantes nos próximos anos.

Confira abaixo quais são!

1. Lawtechs

As Lawtechs, também chamadas de legaltechs, são startups voltadas para o mercado jurídico, cujo objetivo é oferecer soluções tecnológicas e inovadoras para esse setor. 

Já existem diversas no mercado, como as que criam softwares para gestão de contratos e os que oferecem tecnologia para melhorar a produção de peças processuais, por exemplo. 

Embora já seja possível conhecer várias delas, muitas outras podem surgir nos próximos anos e oferecer soluções eficientes para os escritórios de advocacia. 

2. RPA

A automação robótica de processos, ou RPA, é uma tecnologia que pode ganhar força nos próximos anos pela transformação e facilidade que proporciona aos profissionais do Direito.

Com a utilização de robôs de softwares e de inteligência artificial, o RPA possibilita extrair automaticamente dados e informações de documentos em diversas situações.

Algumas das funcionalidades dela são:

  • Coleta automática de informações processuais;
  • Possibilidade de análises automáticas para a tomada de decisão;
  • Monitoramento digital dos processos.

O RPA pode proporcionar maior agilidade nas ações judiciais, eliminar erros humanos e aumentar a produtividade dos profissionais.

Por essas vantagens, é muito possível que seja uma das tendências tecnológicas no Direito que mais ganhem destaque em um futuro próximo.

3. Assinatura eletrônica

A assinatura eletrônica já é amplamente utilizada em diversos escritórios de advocacia, mas pode ser uma das tendências tecnológicas no Direito que mais podem ser procuradas. 

Essa inovação se tornou cada vez mais frequente, principalmente pelo fato de que os documentos físicos estão sendo substituídos por documentos digitais armazenados na nuvem ou no computador. 

As vantagens de adotar a assinatura eletrônica são diversas. Veja algumas abaixo:

  • Facilita o processo de entrega de contratos e de assinatura;
  • Evita impressão de papéis;
  • Agiliza o andamento processual;
  • Possui validade jurídica;
  • Evita o acúmulo de documentos físicos;
  • Proporciona maior segurança e proteção, graças à criptografia;
  • Possibilita assinar documentos de qualquer lugar, usando qualquer dispositivo móvel.

Ou seja, os escritórios que ainda não implementaram essa tecnologia podem perder em produtividade, pois ela melhora o trabalho do profissional, evita burocracias e facilita a relação entre cliente e advogado.

4. Chatbots

Os chatbots também são uma das tendências tecnológicas no Direito que pode se tornar muito forte nos próximos anos.

Muitas empresas dos mais diversos segmentos do mercado já utilizam essa tecnologia para proporcionar uma boa experiência no atendimento ao cliente

Considerados como robôs de atendimento, podem auxiliar os escritórios em diferentes serviços. Utilizando a inteligência artificial, pode ser muito positivo tanto para o escritório quanto para os clientes.

Ao utilizar os chatbots, é possível otimizar o tempo dos profissionais. Essa tecnologia é útil para:

  • Agendar consultas jurídicas;
  • Responder dúvidas de clientes e enviar e-mails;
  • Promover uma maior interação do internauta com o site ou blog do escritório;
  • Responder dúvidas comuns de forma rápida e objetiva, direcionando o atendimento para um integrante da equipe somente quando for necessário. 

Nesse sentido, essa inovação pode contribuir muito para que o escritório atenda bem o seu cliente e melhore a sua experiência. 

5. Machine learning

O machine learning, conhecido em português como aprendizado de máquina, é uma talvez uma das maiores tendências tecnológicas no Direito nos próximos anos. Isso porque ela pode tornar a tomada de decisões mais ágil e precisa. 

Além disso, pode auxiliar na prospecção de clientes, melhorar o relacionamento com o consumidor e principalmente, na identificação de oportunidades no mercado. 

6. Armazenamento em nuvem

Conforme mencionado, o armazenamento em nuvem vem substituindo os documentos físicos e o seu armazenamento em estantes e armários, por exemplo.

Essa mudança trouxe facilidades para a rotina dos profissionais, que não precisam mais perder horas procurando por um papel impresso quando precisam. 

Por esse motivo, é possível afirmar que essa é uma das principais tendências tecnológicas no Direito.

Já existem bancas que não possuem mais documentos físicos, mas ainda há os escritórios que estão se adaptando a essa nova realidade. 

O armazenamento em nuvem, além de economizar espaço no escritório, não ocupa espaço nos dispositivos, como computador e celular.

Ademais, essa tecnologia permite o acesso em qualquer hora e lugar, desde que tenha conexão à internet. Nesse sentido, é possível encontrar e compartilhar documentos em poucos segundos.

7. Audiências virtuais

A pandemia provocada pelo Covid-19 transformou as audiências físicas nos fóruns e tribunais em audiências virtuais. Muitos profissionais esperam que isso continue sendo uma tendência depois que a pandemia acabar. 

A audiência remota melhora a produtividade e permite que o profissional trabalhe de qualquer lugar.

Essa mudança também evita gastos, pois nem o profissional e nem o cliente terão que se deslocar até um determinado local para realizar esse procedimento.

8. Metaverso

O metaverso foi apresentado no final de 2021, mas pode ser uma das mais fortes tendências tecnológicas no Direito. A possibilidade de trabalhar de forma 100% remota pode se tornar ainda mais eficiente com essa novidade. 

Essa inovação permitirá que as pessoas interajam em um universo virtual por meio de avatares.

Ademais, poderá ser possível desempenhar tarefas, realizar reuniões e fechar contratos como se estivéssemos no mundo físico. Inclusive, já existem escritórios que já estão no metaverso.

Por isso, o ideal é acompanhar as novidades sobre essa nova tecnologia, principalmente a sua aplicação no Direito.

Qual é a importância da tecnologia no Direito?

A tecnologia exerce um importante papel no Direito.

Além de facilitar o trabalho do profissional e trazer mais produtividade e eficiência no seu dia a dia, ela faz com que o Direito se adeque à realidade atual da sociedade, que está cada vez mais conectada e exigente em relação à qualidade dos serviços que procura.

Sendo assim, a tecnologia é uma importante aliada para a eficiência do profissional e na entrega de melhores serviços para os clientes.

Quais as tendências para o futuro da advocacia?

As tendências do Direito para o futuro é que esse mercado esteja cada vez mais em harmonia com as mudanças sociais e principalmente, com as tendências tecnológicas, o que pode tornar a área mais eficiente e próxima do que a sociedade realmente precisa. 

Ao longo desse artigo, você pode compreender a grande importância que a tecnologia trouxe para o Direito.

Além disso, viu 8 tendências que precisam de atenção, pois podem fazer grande diferença no exercício da profissão em um futuro próximo.

Por isso, fique sempre alerta em relação às novidades no mundo da tecnologia e procure entender como elas podem impactar na advocacia!

Aproveite para entender um pouco sobre o business intelligence (BI), que é outra tecnologia que vem revolucionando a advocacia no texto a seguir: O que é business intelligence e para que serve? Entenda aqui!

tendências tecnológicas no direito
Autor
Comunicação & Conteúdos

Equipe ADVBOX

Postagens Relacionadas